quinta-feira, 2 de abril de 2009

MINHA PAIXÃO PELOS VINIS - I

video

  Sempre fui apaixonado por discos de vinil, talvez pelo mundo paralelo do qual os mesmos me cobriam. Eu me achava precoce entre as outras crianças e já gostava de timidamente observar  como as pessoas sentem o mundo. Escutar os antigos boleros que tocavam na eletrola da casa de meus avós era um programa que eu curtia em segredo.
  A casa vivia em música. Aquela eletrola fez a alegria de muita gente. 
 O acervo era volumoso e variado. Com o tempo fui aprendendo a distinguir os discos. Os mais antigos, bem pesados e quebradiços, rodavam em 78 rotações por minuto, bem rapidamente se compararmos com os Long-plays mais recentes de apenas 33 e 1/3 RPMs. Aqueles conseguem se perpetuar no tempo, pois as gravações são bem espaçadas, cada lado armazena apenas uma música -  se não se espatifam no chão, já que são de goma-laca - frágeis como o vidro. Por esses eu tenho paixão...   Infelizmente apenas alguns restaram dos muitos que lá havia. Vez por outra tenho a sorte de barganhá-los em sebos espalhados por esse Brasil de meu Deus... São presentes que satisfazem uma compulsão da minha alma. Desterram o charme de um tempo esquecido, quando os sentimentos pareciam valer mais. Ouvi muitos boleros de Dalva de Oliveira, Isaura Garcia, Emilinha Borba, Ângela Maria. Eles marcaram e povoaram inúmeras atmosferas apaixonadas... 
  Quero postar para vocês um vídeo de minha eletrola  ISABELA VI - A VOZ DE OURO rodando um 78RPM de Eladyr Porto:  o tango QUERO VER-TE UMA VEZ MAIS. Música típica dos anos 50.


P.S.: Para mãe, as tias Fátima, Naíde, Neta, Tantor, Lurde e Maria (as que repartem comigo lembranças desse tempo de velha guarda). Para vovó Hozana, na sua lucidez de 91 anos. Com amor.

6 comentários:

  1. Que bela homenagem, Hérlon! A música que povoa a infância parece criar moradia no coração. Gostei.
    E gostei também do homenageado do mês. Na verdade, em março(dia 05) ele completaria 100 anos. Patativa foi um gigante na sua simplicidade. Não sei se você soube de um documentário sobre ele. Assisti no mês passado e, simplesmente, a beleza do filme me capturou de um modo que só sosseguei depois de algumas palavras no Sementeiras.
    Hoje venho aqui e vejo novamente a imagem dele...
    Hoje é o dia, portanto, de homenagens.
    Abraço.
    Magna

    ResponderExcluir
  2. O cara tem uma coleção invejável de vinil! =D

    ResponderExcluir
  3. Passo em tempo de te desejar um Páscoa cheia de prosperidade e luz!
    Abraço.
    Magna

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Você sempre me remete a boas lembranças há muito guardadas. Sempre me faz perceber que há ainda muita coisa a lembrar e a conhecer.
    Como sempre inspirador.
    Saudade amigo, e um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Eh... ele gosta de velharia ¬¬ não delete meu comentário!!! RENE FERNANDES

    ResponderExcluir