sábado, 7 de junho de 2008

O CABARÉ DE XICA MOURA

O Cabaré de Xica Moura foi o principal reduto boêmio da luxuriosa juventude brejossantense na década de 1960. Ficava na antiga Rua do Rói, um antro do meretrício desta cidade. Na vitrola rodavam discos como os de Nelson Gonçalves: Fica comigo esta noite e não te arrependerás/ Lá fora o frio é um açoite, calor aqui tu terás...
O movimento no bar era intenso, dia de sábado. Os rapazes chegavam com sua melhor roupa, sua melhor loção, seu melhor penteado... Era sim uma juventude mais atrevida, um pouco distante das convenções sociais; estava ali com o firme propósito de se entregar à esbórnia! Lindas raparigas desfilavam entre todos, oferecendo gratuitamente seus sorrisos... Seus corpos eram leiloados entre cochichos de ouvido, seus perfumes de lavanda ou patchouli incendiavam as roupas dos pares, entre cartas escondidas debaixo das cama, cheias de promessas felizes...
O lugar tinha o gosto do pecado e da felicidade postiça que, mesmo assim, continuava a ser felicidade... Xica, morena fogosa, ditava as ordens, organizava pares, anunciava novas mulheres – à boca pequena, entre cochichos na feira... Desfilava arrumada e bem pintada, rodando sua sombrinha no meio da rua, entre olhares fulminantes de mulheres casadas e/ou compromissadas.
As noites eram quentes, sob uma luz não tão forte, entre cachaça, rum, uísque, conhaque, cerveja... Uma ala grande conservava um salão onde os casais podiam dançar e adiantar os planos da noite... Um corredor agregava inúmeros quartinhos, onde se consumava o prazer comprado.


Hérlon Fernandes Gomes, Brejo Santo - CE, 07 de junho de 2008.

P.S.: Xica Moura já não existe entre nós. Minhas lembranças a seu respeito datam da minha infância, quando Xica já estava decrépita e maluca, atirando desaforos e pedras em quem cismasse, no meio da rua. Pedia de qualquer um algum trocado, para depois virar uma pinga num bar de uma esquina...

3 comentários:

  1. São figuras e lembranças que nunca acabarão.
    Momentos que o tempo guarda pra si.
    E que vc retrata de uma forma lúdica e encantadora.
    Tens o melhor dos dons.
    O do "ser" justo com as palavras.
    Trata-as de uma forma estremamente bonita.
    És um lord da escrita.
    Ainda bem que pessoas assim ainda existem.

    ResponderExcluir
  2. Saulo Longati- Resende Costa M.G16 de setembro de 2010 11:08

    Olá Hérlon. Quero parabenizar pelo seu blog e principalmente sobre historia de Xica...Fiquei interessado na vida dessa mulher, se puder me enviar mais artigos ou fotos ficarei grato.

    saulolongati@hotmail.com.br

    ResponderExcluir
  3. ameiiiiiiiiiiiii!!!!
    bj
    (de uma gatinha sozinha SÁBADO A TARDE QUE É CHAMADA DE NERD)

    COMO EU IA DIZENDO....OS NERDS SE ENCONTRAM!!!

    ResponderExcluir